A SBC

A Marca

Esculápio, na mitologia grega e na mitologia romana, é o deus da medicina e da cura. O principal símbolo da medicina é o bastão de Esculápio com uma serpente enrolada e seu principal objetivo é encontrar a cura para doenças, entre elas, o câncer. A origem da palavra câncer vem do grego karkínos, que significa “caranguejo”. Tanto para os gregos quanto para os romanos, a serpente era um símbolo de cura porque, periodicamente, este animal abandona sua pele velha e troca por uma nova, de aparência renascida, da mesma forma que os médicos removem a doença dos corpos e rejuvenescem os homens.

Como a marca original da SBC foi baseada na Heráldica, todos esses elementos – bastão de Esculápio, caranguejo e serpente – foram incorporados a ela. A Heráldica é um misto de ciência e arte que remonta a tempos passados, identifica grupos familiares da nobreza, divisões ou possessões territoriais e obedecem a regras e postulados definidos internacionalmente.

Daí se explica a presença das imagens de um escudo verde, carregado com um caranguejo dourado, transpassado por três bastões de Esculápio de ouro (simbolizando sua morte, ou seja, a cura da doença) na marca anterior da SBC, logo acima do lema Uniti Morbum Vincemus, que, em latim significa “Unidos Venceremos a Doença”. A marca trazia também uma insígnia com três serpentes enroscadas em três bastões de Esculápio de ouro.

Muito tempo se passou e as marcas, principalmente as mais antigas, sofreram um processo de reformulação e modernização, para acompanhar a evolução do design e das identidades visuais de instituições respeitadas, como a SBC. Atualmente, já não se cabe mais usar a Heráldica “ao pé da letra”.

Por isso, a SBC resolveu modernizar sua marca sem perder, no entanto, a identificação com os seus fundamentos primordiais. Foram mantidos os principais elementos identificadores da SBC (o câncer – representado pelas patas do caranguejo – e sua cura – representado pelos bastões de Esculápio). As cores verde e dourado também foram mantidas, em uma clara alusão às principais cores da bandeira brasileira. O objetivo é unir as tradições da medicina com as descobertas medicinais do presente em um desenho moderno e bonito, mas que também remeta ao passado glorioso da SBC.